whatsapp
Notícias /
Quarta, 05 de setembro de 2018, 10h36
| Tamanho do texto A- A+

Empresários estão mais otimistas e consumidores pretendem consumir mais; Revela pesquisa realizada pela CDL Cuiabá e NuPES - UFMT

Assessoria de Imprensa

CDL Cuiabá

 

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá) e o Núcleo de Pesquisas Econômicas e Socioambientais (NuPES) da Universidade Federal de Mato Grosso, realizaram nova pesquisa sobre o setor do comércio varejista ampliado e de serviços, a qual foi publicada através do Boletim Empresarial de agosto de 2018. Neste Boletim são apresentados indicadores socioeconômicos como: o Índice de Confiança Empresarial do Comércio e Serviços – ICECS; Índice de Confiança do Consumidor – ICC; Índice de Intenção de Consumo – IIC e informações sobre o Mercado de Trabalho Formal do município de Cuiabá(MT). Os índices referem-se aos meses de julho/agosto e as informações sobre o mercado de trabalho ao período de julho de 2017 a julho de 2018.

“São informações extremamente relevantes que podem nortear o rumo em que empresários podem seguir e também para consumidores saberem a real situação do mercado”, afirmou o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja.

Sobre o Índice de Confiança Empresarial do Comércio e Serviços (ICECS), os dados demonstram um otimismo por parte dos empresários entrevistados, que se deve principalmente as expectativas otimistas dos mesmos em relação aos próximos meses. Dentre os itens que compõem este indicador, destacam-se as expectativas positivas em relação ao desempenho do segmento em que atuam (137,6) e as vendas (136,2).  Apesar de as expectativas serem otimistas para os próximos meses, pode-se notar uma redução de cerca de 1,5% no índice deste mês em comparação ao de junho de 2018.

Já em relação ao Índice de Confiança do Consumidor – ICC, a pesquisa revela que no mês de agosto o valor do ICC foi de 102,8, que representa um nível de confiança otimista, porém, muito próximo da zona de indiferença (100) e menor do que o valor obtido no mês de junho. A variação negativa do ICC (-1%) ocorreu por conta da redução das expectativas dos consumidores em relação aos próximos meses, demonstrada pela redução do IEC de 114,5, em junho, para 109,7, em agosto.

No que tange a situação atual, observa-se que, assim como ocorreu em junho, apenas o emprego obteve índice favorável. No caso das finanças, a situação revela-se um pouco melhor, pois o índice passou de desfavorável para a zona de indiferença. Os demais quesitos, renda, custo de vida e consumo, não se mostraram favoráveis, com destaque para a percepção quanto ao custo de vida, que se mantem como o índice mais baixo.

Sobre o Índice de Intenção de Consumo – IIC, a pesquisa revelou que a maioria dos consumidores pretende aumentar o consumo em 14 dos 15 grupos de bens e serviços, onde destaca-se a intenção de consumir mais em itens como educação; produtos e serviços de saúde, higiene e beleza; combustíveis e lubrificantes e agências de turismo/viagens. No caso dos gastos com serviço de transportes locais, apesar de positivo, o valor obtido revela que os entrevistados praticamente não estimam alterações em seus níveis de consumo atual. Por outro lado, o único segmento em que os consumidores pretendem reduzir o consumo refere-se a restaurantes e outros serviços de alimentação e bebidas.

A pesquisa também traz inúmeras informações sobre o mercado de trabalho formal do setor de comércio varejista ampliado e de serviços para o período de julho de 2017 a julho de 2018.

Segue abaixo link da pesquisa realizada na íntegra. Confira:

 Clique aqui para download do Boletim Empresarial

 

Boletim Agosto

 

 

 

 

PARCEIROS

CDL Cuiabá © 2016 - Todos os direitos reservados - (65) 3615-1500

Sistema CNDL